Recrutamento de Administradores Judiciais

Saiba como funciona o processo de recrutamento para trabalhar no Ministério da Justiça como Administrador Judicial. Envie a sua candidatura!

O Ministério da Justiça abriu um novo concurso que pretende recrutar um total de 60 administradores judiciais, que devem se juntar no próximo ano aos 301 profissionais que fazem parte do Ministério da Justiça e são atualmente responsáveis por gerir as insolvências das empresas. Nesta fase os candidatos admitidos vão fazer um estágio de 3 meses, com uma componente teórica e outra prática. O Estado já não recruta administradores de insolvência desde 2004 e graças à situação económica em Portugal, é cada vez maior a necessidade de recrutar estes profissionais. Continue lendo para saber como funciona e envie a sua candidatura para o Ministério da Justiça.

Ministério da Justiça recruta Administradores Judiciais

Ministério da Justiça recruta Administradores Judiciais

Trabalhar no Ministério da Justiça

De 2 a 16 de janeiro as inscrições para Administradores Judiciais vai estar aberta, sendo necessário pagar 65 euros no momento da inscrição. A primeira fase é composta por um estágio de três meses, que inclui componente prática e teórica. No fim, os candidatos aprovados vão integrar os quadros do Ministério da Justiça.

Para se candidatar é necessário ser doutorado, mestre ou ter uma licenciatura nas áreas de direito, contabilidade, auditoria, finanças, gestão, economia ou solicitadoria. Também serão aceites candidatos de outras áreas, mas será atribuída uma classificação mais baixa na nota final.

Além de ser importante possuir formação numa das áreas anteriores, também vai ser valorizado a experiência profissional, sendo fundamental contar com experiência em fiscalidade ou direito civil. Para se candidatar deve aceder ao anúncio de Abertura de Concurso para Administradores Judiciais para saber como funciona o processo de candidatura.

Tags: , ,